Com o avanço contínuo da tecnologia, as comunicações à distância estão cada vez mais presentes no cotidiano das empresas. Tais comunicações à distância frequentemente são proporcionadas através de redes sociais, onde o usuário possui maior interação com quem deseja se comunicar. Mas como lidar com isto no ambiente corporativo? Como garantir a qualidade de serviço da rede?

Obviamente, muitas empresas optam por proporcionar total liberdade aos usuários, porém com responsabilidade. Mas qual ação tomar quando é necessário enviar aquele email com diversos arquivos anexados para um cliente importantíssimo e é notado que há uma demora de vários minutos para este email sair de sua caixa de saída. Além disso, em paralelo, existe a suspeita de que hajam diversos usuários conectados simultaneamente em redes sociais e assistindo a vídeos streaming?

Infelizmente, é uma tarefa embaraçosa investigar os usuários que estão fazendo uso inapropriado da rede e consequentemente diminuindo o tráfego disponibilizado para uso da sua empresa.

Muitas vezes, a rede de dados de uma empresa se assemelha a uma pista de trânsito de carros. O problema é quando há outros veículos a frente de sua empresa que não deveriam utilizar o tráfego disponibilizado para outros fins, conforme ilustração abaixo:

Figura 1: Ilustração de um trânsito engarrafado, com a simulação de carros como aplicações da rede

Figura 1: Ilustração de um trânsito engarrafado, com a simulação de carros como aplicações da rede

A melhor forma de proteger o uso da sua rede para fins de trabalho na sua empresa, é aplicar o que se chama de QoS (Quality of Service), traduzindo para o português, “Qualidade de Serviço”. Mas o que é Qualidade de Serviço?

O que é Qualidade de Serviço?

Perceba que na ilustração acima, há somente uma única pista de trânsito. Agora, imagine se houvesse mais uma pista de trânsito, exclusiva para uso de sua empresa, ficaria desta forma:

Figura 2: Liberando uma pista para as aplicações importantes para o funcionamento da empresa

Figura 2: Liberando uma pista para as aplicações importantes para o funcionamento da empresa

Isto é o que se chama de QoS, ou seja, proporcionar uma banda de rede exclusiva para aplicações relevantes para a empresa. Dessa forma, priorizando o que é necessário e diminuindo a prioridade das demais utilidades. Com isto é possível garantir que a sua rede estará disponível no momento necessário para fins de trabalho.

Analisando as políticas de QoS

Entretanto, em um ambiente corporativo, não basta apenas aplicar a Qualidade de Serviço. É necessário visualizar se o que está sendo aplicado reflete diretamente o que é pretendido. Todavia, não basta apenas definir uma banda empiricamente. Se a banda reservada for muito grande as demais aplicações de menor prioridade sofrerão muito sem necessidade. Se, por outro lado, a banda for muito pequena não resolverá o problema.

Além disso, podem ocorrer erros de configuração e aplicações não prioritárias trafegarem por essa banda reservada. Por exemplo, quando há uma pista exclusiva no trânsito para uso de transportes públicos e a mesma é utilizada por transportes pessoais. Dessa forma, mesmo tendo entendido e tomado as decisões corretas os benefícios não são alcançados conforme esperado. Por se tratar de um erro, muito tempo pode passar até que alguém decida auditar a situação e encontre esses erros.

Mas não é só isso. Também, com o tempo, o consumo das aplicações pode se alterar. Como resultado, levar a necessidade de ajustes dessas definições de banda. Por esses motivos, é de fundamental importância analisar constantemente quais componentes presentes em sua rede estão consumindo mais tráfego de dados. Posteriormente, descobrir o que pode estar ocasionando eventuais congestionamentos.

Solução para identificar aplicações consumidoras da rede

Pensando nestas e em outras necessidades, a Telcomanager disponibiliza para o mercado, uma poderosa ferramenta, que auxiliará na análise e monitoração do tráfego de rede consumido na sua empresa, chamada TRAFip.

Com TRAFip, monitore continuamente o que está efetivamente trafegando em cada banda de QoS definida na rede. A análise é possível através de um mecanismo inteligente de coleta. Este, possibilita a captura de todas as informações pertinentes ao ambiente de sua empresa.

É possível visualizar gráficos amigáveis que facilitarão o entendimento para o usuário. Além disso, possibilitarão obter informações precisas sobre o que está sendo utilizado. Com esses dados se torna mais fácil planejar ações para reverter o que estiver fora do estabelecido.

Figura 3: Múltiplos gráficos exibidos no sistema TRAFip
Figura 3: Múltiplos gráficos exibidos no sistema TRAFip

O TRAFip, para isso, suporta a tecnologia do protocolo NetFlow. Este protocolo permite que roteadores se comuniquem com o TRAFip que então agrega e faz as diversas análises necessárias para apresentar os dados de forma simples e organizada.

Descubra com a Telcomanager o que pode ser feito para ter o controle sobre o tráfego de sua rede. Garanta que todo o custo aplicado está sendo revertido em resultados. Com as soluções inteligentes e exclusivas da Telcomanager, isto é possível. Consulte-nos e venha descobrir uma forma inteligente de utilizar sua rede de dados, reduzindo custos e otimizando soluções.