Atualmente, nas áreas técnicas de gerenciamento e monitoramento de redes de computadores, existem procedimentos, práticas, conceitos e protocolos bem consolidados. Nesse sentido, O FCAPS vai formalizar a divisão de áreas técnicas de gerenciamento, já o ITIL, além de abordar áreas técnicas em sua estrutura, também vai realizar a abordagem de conceitos gerenciais. Além disso, existem protocolos usados em gerência de redes bem sólidos e robustos no mercado, como o SNMP para gerenciar falhas e desempenho de ativos de rede principalmente, protocolos de exportação de fluxos como Netflow, Jflow, dentre outros, para gerenciar e contabilizar o tráfego com relação aos recursos da rede utilizados. Além disso, protocolos de acesso remoto como SSH e Telnet para atuar na gerência de configuração dos dispositivos gerenciáveis da rede.

Os sistemas de monitoramento da Telcomanager são desenvolvidos a partir do funcionamento de um ou mais protocolos dos citados no parágrafo anterior. Esses protocolos têm a sua estrutura de acesso e coleta de dados muito bem formalizada e padronizada. Desta forma, muitas coletas às informações dos dispositivos de rede são bem sucedidas com o uso destes protocolos, entretanto, existem algumas especificidades de coleta de informações que conseguimos obter somente com o uso de scripts.

São sobre essas especificidades que iremos abordar nesse artigo.

JUSTIFICATIVAS DO USO DE SCRIPTS PARA O MONITORAMENTO

Além do protocolo SNMP, existe a possibilidade de criação de script que realiza coletas personalizadas que vão além da estrutura padrão de funcionamento das versões do SNMP, a ideia é que coletores Custom podem ser criados através desse processo. Além deste fato, com o uso do SSH ou Telnet é possível utilizar scripts que contenham configurações de provisionamento para vários dispositivos de rede de forma rápida e prática. 

Os scripts também podem ser utilizados quando os fabricantes dos dispositivos de redes disponibilizam APIs relacionadas à coleta de dados, desta forma, podemos utilizar uma determinada linguagem de programação a fim de construir uma codificação de integração entre o sistema de monitoramento (NMS) e o ativo de rede monitorado.

Utilização de scripts em coletas SNMP

O SNMP é um protocolo muito importante, e o mais utilizado em gerenciamento de redes. Através de seus comandos disponibilizados no pacote NET-SNMP, conseguimos realizar diversos tipos de coletas baseadas em operações. snmp walk, snmp get, snmp bulkwalk e snmp bulkget são alguns destes comandos. Porém, em alguns cenários, esses tipos de comandos baseados em operações e utilizados de forma isolada não trarão um detalhamento de informações desejado. Comumente, para a monitoração de alguns sensores é necessário apoiar a coleta SNMP à scripts que personalizarão como as coletas serão realizadas. Na imagem abaixo, temos um gráfico do SLAview que monitora as umidades captadas pelo sensor em função do tempo. As curvas plotadas nesse gráfico são baseadas em uma coleta custom SNMP com a utilização de um script escrito em LUA.

Coleta custom de umidade de sensor no SLAview
Coleta custom de umidade de sensor no SLAview

Utilização de scripts na gerência de configuração

Provisionamento, versionamento, conformidade de configurações são algumas das boas práticas de gerência de configuração. O versionamento é extremamente relevante para identificação de mudanças indevidas de ajustes nos dispositivos, as configurações em lote otimizam o tempo de trabalho de uma equipe de TI pois ela visa eliminar a necessidade de acesso manual a cada dispositivo e sua respectiva configuração. 

A imagem abaixo mostra as versões geradas pelo monitoramento de um roteador Cisco com o sistema CFGtool, a cada mudança de configuração, foi gerada uma nova versão. Esse versionamento foi gerado a partir de um script escrito em LUA

Versionamento de configurações no CFGtool através de scripts em LUA
Versionamento de configurações no CFGtool através de scripts em LUA

Utilização de scripts para integração com APIs

Esse tipo de integração é muito relevante, pois informações específicas podem ser acessadas através de comandos disponibilizados por uma documentação de uma API de um fabricante. Informações estas, que normalmente, não são gerenciadas via SNMP. Podemos citar como exemplo, uma integração do sistema SLAview da Telcomanager com o sistema de gerenciamento de chamados chamado Service Now, nesse caso, todos os alarmes gerados pelo SLAview são enviados também ao Service Now.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Portanto, podemos perceber que os scripts podem proporcionar um grau de liberdade e personalização muito grande referente a integrações e coleta de informações. Desta forma, a Telcomanager desenvolveu as suas ferramentas, TRAFip, SLAview e CFGtool com recursos para utilização de scripts. Por conseguinte, não podemos deixar de destacar a importância de um bom gerenciamento de redes, um no qual todas as especificidades e necessidades de informação que o departamento de TI necessita podem ser coletadas.

Pensando nisso, a Telcomanager, líder da América Latina no setor de software para gerência de redes, desde 2002 no mercado com uma metodologia única e inovadora, disponibiliza soluções inteligentes para o monitoramento de dados de modo a prover visibilidade completa à infraestrutura do cliente, permitindo que sua empresa acompanhe os principais aspectos de sua rede.

No dia 20/04 https://www.telcomanager.com/t/webinar/4b7dd32f-b034-11ec-823e-000c293874c1 a Telcomanager irá apresentar mais um episódio da sua série de Webinars, dessa vez sobre governança. Sabemos que quanto maior o nível de governança maior a atratividade de clientes e investimentos, um dos pilares da governança é a transparência no uso de recursos. A rede como um recurso crucial não pode ficar fora dese pilar, o seu uso precisa ser transparente, justificado e alinhado com as políticas e estratégias da empresa.

Postado em 14/04/2022